sábado, 3 de julho de 2010

A Aguardente Foguetão e as aventuras de Tim Tim

A lua sempre exerceu uma grande fascínio sobre o homem. Mesmo antes de Neil Amstrong ter chegado à lua, em 1969, a bordo da Apolo 11, já tinham sido escrito livros sobre viagens à lua.

Embora haja livros mais antigos sobre este tema não podemos deixar de falar em Julio Verne que, em 1865, escreveu «Da terra à lua» e, em 1870, «Viagem ao redor da lua». Hergé seguiu-lhe o exemplo ao colocar o seu herói Tim Tim na lua. Em 1953 era publicado «Objectif Lune» (Objectivo lua) e em 1954 «On a marché sur la Lune» (Explorando a lua).
Acontece que a nave em que Tim Tim se deslocou, acompanhado dos seus companheiros habituais, serviu de modelo a uma espectacular garrafa de aguardente portuguesa.
Encontrada num mercado de velharias da Covilhã, a garrafa, em grés, sem identificação de fábrica, foi produzida para as caves de S. Pedro, em Aguada de Baixo, Águeda, sob a marca «Foguetão».
Poucas semanas antes, ao visitar o Museu do Chocolate, em Barcelona, tinha fotografado a mesma nave do Tim Tim que inspirara um chocolateiro que reproduziu uma cena do livro de Hergé. Coincidências!.

5 comentários:

Anónimo disse...

Quem não faz foguetões faz aguardente
ou chocolate;não conhecia estas associações interessantes.Esse Verão
de 1969 foi deslumbrante.

José

Ana Marques Pereira disse...

Olá José.
Notei a sua ausência. Bem vindo.
Um abraço.

Anónimo disse...

E no entanto visito diária e gostosamente(aquelas cerejas...)
este blogue.
Desejo saúde e retribuo abraço.

José

Jose Leite disse...

boas, tenho uma garrafa igual e uma mais pequena, infelizmente já não se encontram com as respectivas tampas!

Ana Marques Pereira disse...

Jose Leite,
O foguetão existe realmente em modelo mais pequeno que na altura não tinha mas que já se veio juntar ao pai.
Cumprimentos