sábado, 30 de janeiro de 2016

Um almoço rápido

 
Vi há dias um programa do Gordon Ramsey em que ele fazia umas pequenas panquecas com milho de lata, cebolo e pimento. Hoje almocei sozinha e decidi experimentar e fiz uma massa semelhante à dos crepes, com farinha com fermento, ovo, leite, sal e pimenta. Juntei alcaparras, pimento picante cortado aos pedaços sem as sementes, anchovas picadas e cebolinho. Coloquei pequenos montinhos numa frigideira e obtive uma espécie de pataniscas.
Depois que fiz o dicionário gastronómico (Do comer e do falar…) fiquei com mais dúvidas quanto ao uso adequado das palavras. Sinto uma maior responsabilidade e tenho sempre receio de estar a usar os termos de forma incorrecta. Na realidade esta palavra «patanisca» é tão misteriosa que não se sabe a sua etimologia.
Quando falamos em patanisca os portugueses entendem sempre que se trata de pataniscas de bacalhau, mas se fosse verdade não precisávamos de acrescentar “de bacalhau”, porque estava implícito. Assim sendo, concluo que existem outras pataniscas, inclusivamente vegetarianas, como esta esteve para ser antes de lhe juntar as anchovas.
Acompanhei as pataniscas, (ou panquecas se quiserem) com salada de rúcula com gomos de laranja, polvilhada com noz e temperada apenas com azeite. Duas colheres de iogurte grego simples (embora possa ser temperado) ajudaram a completar o prato e a comer as ditas pataniscas.
Para sobremesa comi uma taça de ricota com lemon curd, que tinha feito há poucos dias. Um almoço simples, rápido e delicioso e que não precisa de receitas. 

4 comentários:

Sofia Loureiro dos Santos disse...

Aspecto delicioso, aposto que também sabe deliciosamente!
Bjs

Ana Marques Pereira disse...

Sofia,
É pena que não possas vir experimentar. Um Bj.

João José Horta Nobre disse...

Parece realmente delicioso!

O aspecto faz lembrar as pataniscas de bacalhau...

Ana Marques Pereira disse...

João José Horta Nobre,
O princípio é o mesmo embora habitualmente as pataniscas de bacalhau sejam feitas com água e não com leite. Mas dá para perceber a variedade de receitas que se podem fazer com o que se tem em casa.