sábado, 27 de junho de 2009

Cafés Gelados Gregos: 1 - Frappé

Para um estrangeiro que visite a Grécia, mesmo que seja português, é uma surpresa o deparar-se com um tão grande número de esplanadas, sempre cheia de pessoas.
Os gregos passam horas nas esplanadas conversando, com uma bebida à frente. E o que bebem? Sobretudo café sob diversas formas. Já falámos do café turco, mas hoje vamos falar nos cafés frios, que são os mais pedidos nas esplanadas.
O mais difícil para os estrangeiros é acertar no nome certo da bebida. Olha-se para a mesa do lado e pede-se a bebida dos vizinhos. Depois de algumas experiências já sabemos distinguir as principais variedades.

A mais frequente é o “Frappé” ou café grego gelado. Experimentamos e ficamos surpreendidos quando descobrimos que é feito com café instantâneo ou Nescafé. Trata-se de um batido de Nescafé com gelo e açúcar, que se apresenta espumoso.
A história do “frappé” data de 1957, quando um representante da Nestlé, presente numa Feira Internacional em Tessalónica, decidiu fazer um Nescafé. Não tendo água quente usou água fria e agitou num shaker. Deve ter sido imediatamente um sucesso, mas desconheço como se divulgou a bebida de modo a tornar-se numa bebida nacional grega, servida em todas as esplanadas, acompanhada de um copo de água.
Foto do café Nine Muses em Chicago

Mas existe também o fredo que é um cappuccino gelado, a que os italianos chamam cappuccino fredo. Este é feito com café expresso, servido frio em copo, e encimado por leite batido em espuma, como no cappuccino. Ambos são servidos com palhinha e segundo uma afirmação publicada num livro intitulado Frappe Nation”, da autoria de Young e Constantinopoulos, dedicado ao tema, pode demorar em média por pessoa 93 minutos a beber.

A explicação é que à medida que o gelo se vai derretendo, a espuma, que contém café, se mistura com este e a bebida vai-se reconstituindo. O que justificaria o tempo prolongado que as pessoas estão nas esplanadas e o preço habitualmente elevado destas.
À volta destas bebidas existe todo um negócio que inclui a venda de café, batedores manuais e mecânicos, palhinhas, etc. e discussões sobre a melhor receita de cada uma das bebidas, que podem ter variantes, como a adição de uma bola de gelado ou de uma bebida alcoólica.

Receita do FRAPPÉ
2 colheres de chá de café instantâneo
2-3 colheres de chá de açúcar
3-4 colheres de sopa de água fria
4-5 cubos de gelo

Num copo de cocktail dissolver o café com a água fria. Cobrir e agitar, ou usar um batedor manual, até obter espuma espessa.
Num copo alto colocar alguns cubos de gelo. Lentamente deitar a espuma sobre o gelo. Juntar um pouco de leite simples ou evaporado, se se desejar. Encher o resto do copo com água fria até que a espuma chegue ao bordo. Servir com palhinha.

Mas se esta bebida é agradável em tempo quente, esperem até eu lhes apresentar o Freddoccino, de que falarei no próximo post.

5 comentários:

Anónimo disse...

Uma delicia para Experimentar este Verão.
Bj. Paula

Ana Marques Pereira disse...

Bom proveito. Agora também já pode experimentar o Freddoccine. Num blog perto de si.

Anónimo disse...

Mas então em que altura é que se põe o açúcar no dito frappé? Já que consta dos ingredientes, convém saber quando é que se põe. De qualquer maneira, com açúcar ou sem ele, asseguro que vou experimentar.
Isabel Kiki

Ana Marques Pereira disse...

Podes por o açúcar quando quizeres, mas habitualmente põe-se no princípio. Bom proveito.

Equipe SS disse...

eu trampo num restaurante grego e faço frappe grego todo dia. E qndo chego pra trabalhar cansado, a 1º coisa que eu faço é tomar um desses. dpois dá um animo legal.. eh mais eficiente que red bull, e gostoso pacas.. abrçç