quinta-feira, 27 de junho de 2013

Um cestinho feito com postais ilustrados

 

Olhei para ele e fiquei imediatamente fascinada. Refiro-me a um pequeno cesto feito com postais recortados. A habilidosa autora da obra utilizou postais do fim do século XIX e início do século XX recortou-os e coseu-os com linha vermelha.
De acordo com o modelo de pontos apresentados no trabalho manuscrito do «Curso de Bordadora Rendeira» feito em 1952, por Georgina G. da Costa trata-se de um dos pontos de “remate usados para unir ourelas”. 
Os postais foram utilizados interior e exteriormente e para completar a cesta foi feita uma asa envolta em seda encarnada que remata com dois laços.
Uma doçura que me fez recordar um trabalho da minha avó. Quando o meu avô esteve em França na 1ª Guerra Mundial, entre 1914-1918, enviava à minha avó postais de cor sépia.
 Com eles a minha avó construiu um quadro que tinha espaço para a sua fotografia e a do marido. À volta, fazendo passe-partout, estavam os postais recortados e cosidos com um ponto semelhante a este, em cor castanha.
Penso que este tipo de trabalho deve ter sido uma moda das primeiras décadas do século XX, mas estranho aparecerem tão poucos trabalhos destes. Por isto partilho estas imagens para alegrar almas sensíveis.

5 comentários:

T disse...

Alegrou mesmo:) Obrigada.

Ana Marques Pereira disse...

T,
Sabia que ia gostar. Um bj

Anónimo disse...

Que engenhoso o seu cestinho. Que ideia interessante para aproveitar postais antigos.
Um abraço
If

Anónimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.
Carlos Caria disse...

Olá Ana, só hoje vi este post.
Achei curioso pois tenho cá em casa um quadro feito precisamente pela minha avó, que uniu com esse ponto os postais de noticias que o meu avô lhe enviou deFrança durante a 1ª guerra Mundial, quando ainda eram namorados.
Claro os postais vieram de La Lys, mas nos seus escritos se dizia que não podiam dizer onde estavam por motivos de segurança.....
Rabo escondido...
Boas férias
Carlos Caria