segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

A "Arte de Cozinha": o primeiro livro de culinária português

Em 1680 foi editada, em Lisboa, a obra "Arte de Cozinha" de Domingos Rodrigues.
Tratava-se do primeiro manual de cozinha redigido, impresso e publicado em Portugal. Poucos anos depois, em 1683, sairia de novo da oficina de João Galrão, tipógrafo de Lisboa, uma edição da obra com uma dedicatória do autor ao Conde do Vimioso, casa onde Domingos Rodrigues serviria muitos anos. A edição aqui apresentada é a terceira.

Quando se comparam as diferentes edições que se lhe seguiram, constata-se que cada uma delas sofreu alterações ou acrescentos da mão do editor/tipógrafo. A Arte de Cozinha continuaria a ser reeditada até 1849, num total de, pelo menos, quinze edições. Durante este longo período de 169 anos o livro foi sofrendo várias alterações.

As duas edições iniciais eram constituídas por duas partes. A primeira Trata do modo de cozinhar vários manjares e diversas iguarias de qualquer casta de carne, e de muita variedade de pastéis, tortas, empadas e outras muitas curiosidades. A segunda Trata do modo de cozinhar diversos pratos de peixe, mariscos, ervas, frutas, ovos, lacticínios, conserva e toda a sorte de doces. Incluía ainda a Forma como se hão-de dar os Banquetes em todos os meses do ano, que, a partir da edição de 1693, passa a constituir uma terceira parte individualizada. No início do século XIX, pelo menos a partir da edição de 1814, a Arte de Cozinha passou a integrar uma quarta parte que tratava de Fazer Pudins e preparar Massas. As informações sobre Domingos Rodrigues são escassas. Diogo Barbosa de Machado na Bibliotheca Lusitana, afirma que Domingos Rodrigues nasceu em Vila Cova à Coelheira, Bispado de Lamego, no ano de 1637, vindo a falecer em Lisboa a 20 de Dezembro de 1719, com a idade de 82 anos. Segundo este, terá trabalhado na casa dos Marqueses de Valença e Gouveia antes de ser Mestre da Casa Real. Esta última afirmação necessita contudo de confirmação que nunca foi feita. Até lá, pode considerar-se que, seguramente, Domingos Rodrigues trabalhou como cozinheiro extraordinário nos banquetes oferecidos pela Casa Real, mas não foi ainda possível encontrar documentos que o confirmem como cozinheiro da Casa Real.

A primeira edição deste livro é hoje tão rara que o único exemplar que alguma vez consultei se encontra numa biblioteca fora de Portugal. Vou continuar a procurá-la, tal como o rasto de Domingos Rodrigues nos arquivos portugueses.

17 comentários:

Laura disse...

Laura disse...
Tenho uma edição de 1794.Tenho ou tinha a ideia que Domingos Rodrigues era de Vila Cova à Coelheira, concelho de Vila Nova de Paiva, bispado de Lamego. Estarei enganada?

Ana Marques Pereira disse...

Laura,
Tem toda a razão. Realmente devia ter escrito Vila Cova à Coelheira. Se me permite vou emendar o erro para não disseminar a asneira.
Agradeço-lhe o reparo.

Ana Marques Pereira disse...

Laura,
Tem toda a razão. Realmente devia ter escrito Vila Cova à Coelheira. Se me permite vou emendar o erro para não disseminar a asneira.
Agradeço-lhe o reparo.

Ana Maria Job disse...

Oi Ana!estou adorando teu trabalho.Tu deves ter visto que te "falo" do Brasil.Achei teu blogger por acaso.Aliás!A Julia que me proporcionou te encontrar.Vou ver se acho algo aqui para te enviar.Abraço.
OBS.Ainda não fiz o meu blogger.

Anónimo disse...

Apenas conhecia a edição da Colares
Editora prefaciada por Alfredo Saramago,obrigado por revelar outras.
José

Anónimo disse...

Boa tarde Ana Marques,
Gostaria de saber se a sra tem alguma informação sobre o Receituário do Convento das Bernardas (ou de Nª Sª da Piedade de) Tavira, cuja edição é de 1693, de Domingos Rodrigues, Lisboa.
Aguardo resposta.
Agradeço desde já a atenção dispensada.
Délio Lopes

Ana Marques Pereira disse...

Boa tarde Délio Lopes,
Não tenho qualquer conhecimento sobre esse livro e ainda menos da sua atribuição a Domingos Rodrigues. Em 1693 foi publicada a 3ª edição da «Arte de Cozinha». Onde colheu essa informação?
Obrigada

Anónimo disse...

Olá!
Não sei se sabe mas o 1º livro de cozinha a ser editado em portugal por uma mulher foi o "Blandimar, Arte Culinária, Coimbra Editora, Limitada de 1949"!

Ana Marques Pereira disse...

Anónimo,
Nunca tinha pensado nisso,até porque a edição que eu tenho é de 1957. Sabe a quem correspondia este pseudónimo?.
Quando tiver mais informações falo no livro. Obrigada

Margarida Donas Botto disse...

Olá Ana:

Apanhei o seu blog através da indicação de uma colega minha que está a fazer o seu curso na Casa Museu Anastácio Gonçalves. Certamente falarei consigo por outros assuntos, mas por agora gostava de lhe dizer que a minha Mãe tem um exemplar do livro de cozinha da Blandimar, que julgo ser o pseudónimo de uma amiga da minha avó chamada Blandina Maria. Quando estiver com a minha Mãe, confirmo o nome, sim? Obrgada,

Margarida

Ana Marques Pereira disse...

Margarida,
Agradeço a sua informação. Fico à espera de dados adicionais que consiga obter. Um abraço

Isabel P.Amorim disse...

Olá, tropecei neste blogue por acaso e reparei que falavam do livro que a minha avó Blandina escreveu Arte Culinaria e estou ao dispôr de alguma coisa que queiram saber mais.
isabel

Ana Marques Pereira disse...

Isabel Amorim,
Gostaria de falar consigo sobre a sua avó. Pode escrever-me para o mail para falarmos?
garfadasonline@gmail.com
Obrigada

caff disse...

Bom dia. Belo site

Por acaso não me sabe dizer onde posso encontrar informações sobre Laura Santos, autora de alguns tesouros da cozinha e outras artes? Estou a fazer um trabalho e precisava memsmo de ajuda.
Algumas obras
Escola de Noivas e a Mulher na Sala e na Cozinha.

Obrigada pela atenção

Ana Marques Pereira disse...

caff,
Infelizmente não lhe sei dar informações nenhumas sobre a autora. Pode ser que algum descendente por acaso encontre esta sua dúvida e a resolva. Boa sorte.

Margarida Donas Botto disse...

Olá Ana:

Entretanto, falei com a minha Mãe - a propósito do livro de cozinha da Blandimar - que me confirmou o nome da autora: Blandina Maria Pacheco de Amorim, casada com o Professor Diogo Pacheco de Amorim, da Faculdade de Ciências da Universidade de Coimbra.Eram amigos da minha Avó, e o livro de cozinha foi um presente da autora à minha Mãe, quando se casou. E mais não sei dizer, espero que seja do seu interesse. Até breve

Ana Marques Pereira disse...

Margarida,
Obrigada pela informação que deixou que é uma boa achega. Um bj.